Arquivo mensal: fevereiro 2008

Como escrever em um blog…

Olá Nobres Amigos! Para poder inaugurar minha aventura no maravilhoso mundo na Blogolândia queria saber como se faz isso! Se eu perguntar o Meinframer “Gabriel Andrade” ele me dirá que o blog tem de ter textos em parágrafos rápidos e diretos. Se eu perguntar o NetWorkEd “Eduardo Henrique” ele me dirá que blog tem de ter muita coisa legal de internet e tecnologia. Já o Re-Incidente em Antares me dirá que um blog é um lugar para mostrar através de textos bem escritos nossos pensamentos sobre o mundo e nossa bagagem cultural, saca?  Mas ambos, incluindo este que vos escreve voltaremos sempre a atenção para a Comunicação Social! Esta característica que nos faz um pouco menos animal!

Resolvi que a melhor maneira de aprender a escrever um blog é escrevendo mesmo. Caindo e levantando a cada tentativa! E este humilde post é uma delas. Agora podem voltar a importante vida de vocês…

Por DarKaiser “Magal”

 Ps.: DarKaiser é aluno de publicidade e propaganda mas ainda não comeu mulher nenhuma por isso.  

Anúncios

Primeira transmissão

Oi?…

Alguem na escuta?

Alou!?

Alguem responda!

Mas que droga!

Fim da transmissão

Por Shevchenko “Wagner”

Tomara que seja extinção mesmo…

No intervalo de um Poderoso Chefão e outro eu arranjei tempo para assistir a Resident Evil 3: Extinção. Que besteira que eu fiz…

O filme não tem nada a ver com os jogos… O que não foi nenhuma surpresa já que os outros dois tambem não tinham. o problema todo é que se no segundo filme aquele Nemesis com derrame e Milla Jovovich saltando como uma perereca era medonho, os poderes “jedi” e o comboio Mad Max acabaram com o pingo de dignidade que os outros ainda tinham.

Sou fã de Resident Evil e joguei a maioria dos jogos da franquia e por isso me pergunto qual o problema dos roteiros dos jogos? Mas continuando… O filme, mais que os outros, parece um culto de uma seita que idolatra Milla Jovovich. Pois ela resolve todos os problemas, relegando aos outros personagens o papel de lanche de zumbi e espectadores. O final da ainda mais cara de culto a Milla ao filme (se você não gosta de spoiler pare aqui) por terminar com o que acho ser o sonho do roterista: repovoar a Terra com zilhões de clones de Milla. Não gostei…

Por Lightsaber “Vinícius”

P.S. estava procurando imagens para ilustrar o post e só tinha fotos da Milla de vários angulos e em várias poses…

Uma Proposta Irrecusável

Tirei o ultimo final de semana para reflatir sobre a vida. E como todo bom cinéfilo isso significa assistir a bons filmes. então resolvi fazer algo que estava planejando a meses: Assistir a toda trilogia do Poderoso Chefão de como diz meu tio “uma veizada só”

Pode parecer um absurdo mas mesmo sendo um cinéfilo de carteirinha eu nunca tinha visto a obra-prima feita por Francis Ford Copola. Que pecado estava cometendo. Para que vocês entendam o tamanho de minha euforia farei minhas as palavras de meu amigo Gabriel Andrade: “Não é a coisa mais incrivel feita na historia do universo?” E é mesmo. O primeiro filme é impecavel, Marlon Brando então, nem se fala. quase não reconheci Al Pacino jovem quase virgem com cara de bom moço (cara essa que perdura só até metade do filme…). Sem contar Sonny interpretado por James Caan que se tornou um dos meus personagens preferido do cinema. a cena da surra na rua foi espetacular. O Segundo filme me pareceu meio massante talvez pelo tamhanho (quase cinco horas) mas foi igualmente bom.

Já o terceiro filme tambem me surpreendeu seguindo a logica da trilogia, o primeiro é inesquecível, o segundo não atende as espectativas, e o terceiro é melhor mas não tão bom quanto o primeiro.

Bem, essa lógica se perdeu ultimamente com recentes trilogias como Piratas do Caribe, X-men, Homem-Aranha, Shrek onde apenas o primeiro prestava, os outros dois uma droga.

Ele pode chocar os concervadores mostrando o envolviomento de Igreja Católica com a mafia, mas isso é mostrado de forma bem inteligente. Para quem não viu veja e pra qem não viu veja e para os que não viram não custa nada relembrar frases antológicas como “Farei a ele um aproposta irrecusável” e “A política e o crime são a mesma coisa”. 

O filme não traz manequeismos  sim personagens com nuances regidos por seus principios e crenças. Enfim Exelente!

Por Lightsaber “Vinícius”

P.S. só para título de curiosidade, o primeiro filme foi rodado em 62 dias.

P.S.2 Marlon Brando criou todos os trejeitos de Don Vito Corleone, até as bochechas foram ideia dele, ele usou algodão para deixa-las daquele jeito.

Bem que poderia ser assim…

Falando de Street Fighter me lembrei que nesse ultimo domingo, 17 de fevereiro, foi exibido “Leão Branco” com nosso saudoso Jean Claude Van Dame.

O filme foi um dos primeiros do ator na america e quem tiver a oportunidade, e paciência, de ve-lo legendado verá um Jean Claude com um sutaque arrastado. No filme o eterno soldado universal interpreta um lutador de rua(!) que vem para a america investigar a morte do irmão e acaba se envolvendo em torneios clandestinos, onde lutadores de varias nacionalidades e varios estilos de luta se enfrentam em arenas que vão desde estacionmentos a piscinas… Bom não é nem preciso falar que o filme tem um roteiro que num perde em nada aos jogos de luta da época em que foi feito. E o fato de serem lutadores de varias nacionalidades e variados estilos nos lembra e muito Street Fighter. Aí me lembrei daquele famigerado filme Street Fighter estrelado pelo proprio Van Dame onde ele interpretava o general Guile e Raul Julia era o vilão Bison.

O filme como todo mundo que viu bem sabe foi uma droga. Van Dame e Raul Julia eram os unicos atores conhecidos e os unicos papeis que eram parecidos com os personagens originais dos games (destaque para Raul Julia que em seu ultimo papael não fez feio mas não deu pra segurar toda aquela droga nas costas…). Todo o restante dos personagens eram descaracterizados e não lembravam nem de longe os personagens dos games. Ryu e Ken, protagonistas da franquia, mau apareceram e sequer disparam um hadouken, ja que a tematica era mais realista. E o filme também nem tinha recursos pra isso… Enfim Leão Branco funciona muito mais como filme “Street Fighter” pois é melhor, sem pretenções, não é uma adaptação e definitivamente é bem mais parecido com Street Fighter. Do filme oficial só nos resta lembrar de um dos poucos (se não o único) momentos bons do filme onde, claro, Rual Julia diz: “Game Over!”

Por Lightsaber “Vinícius” de novo…

PS: queria achar uma foto do momento crucial de Raul dizendo Game Over mas foi o masi próximo que consegui…

Here comes a new challenger!

Pode ser uma coincidenica ou não mas o primeiro post da nossa sessão de games é curiosamente sobre Street Fighter. Mais precisamente Street Fighter 4. Pois é depois de anos sem sequer falar no seu titulo mais famoso a Capcom surpreendeu o mundo com um teaser trailer que anunciava a o retorno de Ryu e sua turma aos video-games dessa vez nos consoles de nova geração. Com apenas dois personagens inéditos até agora, e todos os restantes de street fighter 2 o jogo parece que será uma releitura do classico que consagrou a franquia.

Ai vemos algumas fotos divulgadas pela capcom com Ryu e Ken se pegando num bairro tipicamente chines que nos lembra o antigo estagio de Chun-li. Tem tambem um video com imagens do jogo rolando que pode ser visto no youtube. Clicando aqui você vai direto pra la. O game promete e eu estou esperançoso que ele seja tudo que o pessoal da Capcom diz que ele é. Bom eu sou suspeito pra falar pois sou um fã ardoroso de Street Fighter desde moleque. lutei Karate por causa de Ryu e quem e quando descobri que lutava o suposto estilo de Ryu e Ken (karate shotokan) achei que quando chegasse na faixa preta dispararia Hadoukens em quem me encomodasse. Agora estou até meio deprimido pois o estilo de Ryu e Ken não é o shotokan e sim o anatsuken…

Por LightSaber “Vinícius”

PS: Eu sou o Ramon do post anterior só que resolvi mudar meu pseudonimo por motivos escuzos…

Olá!

Ola amigos e amigas! Este e o primeiro post deste nosso blog promiscuo onde varias pessoas estarao escrevendo sobre diversos assuntos, a grande maioria deles sobre cultura pop. outros sem cultura mesmo. eu e todo o restante dos membros desta confraria, (vai ter mais gente alem de nos tres viu, paciencia… eu espero…) nos empenharemos para escrever bem e cada vez melhor mesmo que seja um assunto estupido e irrelevante pra sua vida. Ai voce podera diser “olha isso e tao inutil mas como eles escrevem bem!”. caso nao consigamos isso faca como nosso amigo Gabriel Andrade costuma dizer: “ignore nossa existencia”. Obrigado ate mais ver.

El Ray “Jonatas” e “Ramon “Vinicius”

P.S.: El Ray: Nos nao estamos acentuando porque tivemos problemas tecnicos.

P.S2 (yes eu tenho um, pena que ja esta obsoleto…) Ramon: Yes! Problemas tecnicos logo no primeiro dia, que emocionante acho q vou chorar… snif.

P.S3(esse é melhor um cadinho) El Ray: Ah! para com isso! E agora a gente fica como mentiroso porque o site resolveu acentuar as palavras…