Cliche reinventado

E ai pessoal?

Bom este Final de Semana (sim com letra maiúscula porque final de semana é coisa de Deus) eu tive o prazer de começar a assistir duas ótiams séries. a primeira é Naruto que por incrivel que pareça eu não tinhe assistido ainda. Na verdade eu até ja vi alguns episódios na casa do nosso amigo El Ray (ele ainda não foi devolvido pelos e.t’s…) e a outros no SBT. Mas não tinha seguido a série desde o inicio, episódio por episódio (coisa impossivel de se fazer pelo SBT, primeiro por que eu trabalho segundo por que o canl de TV não segue uma cronologia que respeite o telespectador).

A outra e a qual este Post se refere é Prision Break. Cara eu só posso dizer uma coisa: é muito doido!!!!
O roterista da série esta de parabens pois conseguiu fazer um trabalho incrivel de reinvenção de um cliche. Ele consegue te prender na cadeira esperando os proximos episódios (aliás graças a Deus que eu assiste em DVD pois ficaria insandecido por ter que esperar uma semana para ver o que sucede) embora tenha que parar o processo pois um dos DVD’s não funcionou.

https://i0.wp.com/www.livefromthepromisedland.com/wp-content/uploads/2007/09/prison-break.jpg

Pra quem não sabe, a série se trata de um jovem chamado Michael Scolfield (Wentworth Miller) que teve o irmão preso e condenado a morte. Faltando apenas um mes para a execusão, Michael rouba um banco e é levado para a mesma penitenciária que o irmão. la dentro ele planeja uma fuga para tirar o irmão de la e provar a inocencia dele. o cara então tatua a planta da prisão no proprio corpo e começa dia apos dia um processo de fuga. enquanto isso uma ex namorada do irmão de Michael tenta provar na justiça a inocencia do amado.

https://i0.wp.com/season1.viabloga.com/images/prison_break3.jpg

dentro da prisão é claro ele precisa fazer aliados e ocasionalmente faz um monte de inimigos. claro que tem um carcereiro linha dura que o odeia e outros presos que querem fuder com ele (literalmente). mas faz parte do cliche e não teria graça se não tivesse estes tipos classicos. embora a sorte d personagem principal estivesse começando a resolver todos os problemas dele a série estav em um caminho bom até onde assiti.

https://i1.wp.com/www.smh.com.au/ffximage/2006/03/21/Prison_060131085946613_wideweb__300x375.jpg

Altamente recomendável. Eu parei no primeiro episódio da rebelião o que me deixou frustrado pois logo num de duas partes? mas tudo bem no proximo final de semana espero continuar a assistir. Mas realmente não sei como o autro pretende fazer render muito mais que duas temporadas. ele criou bastante nós, mas não é preciso muito para desatá-los e terminar tudo rápido. isso me deixa receoso pois não gostaria de ver uma série tão boa se perder por causa do capitalismo de uma emissora.

Enfim vejam

P.S. a tatuagem é muito doida, não revela os planos da cadeia de cara, só ele entende e fica menos descarado.

P.s. eu adoraria ver séries assim masi vezes porem a maioria começa bem e vira uma porcaria nas ultiamas temporadas por que todo mundo fica

Publicado em maio 19, 2008, em Bombril na antena e marcado como , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: