Arquivo mensal: outubro 2009

UM POST DE POTTER

JÁ QUE O MEU EXEMPLAR DE “A CABANA, WILLIAM P. YOUNG” TAVA DEMORANDO PRA CHEGAR, EU RESOLVI DAR UMA FOLEADA EM UMA BELA TRINCA: ANIMAIS FANTÁSTICOS E ONDE HABITAM, OS CONTOS DE BEEDLE O BARDO E QUA DRIBOL ATRAVÉS DOS SÉCULOS TODOS DE J.K. ROWLING. LEITURA OBRIGATÓRIA PRA QUEM LEU OS SETE LIVROS DA SÉRIE DE HARRY POTTER E EU NÃO TINHA DADO MUITA ATENÇÃO POR SER UMA LEITURA RÁPIDA DE LIVROS BEM PEQUENOS. CONSEGUI LER OS TRES EM APENAS UMA TARDE DE FOLGA.beedle

NESTES TRES ANEXOS, ROWLING TENTA (E CONSEGUE) COMPLEMENTAR O SEU UNIVERSO PARALELO DE MAGIA. COM UMA INCRÍVEL QUANTIDADE DE DETALHES E DOSES GENEROSAS DE BOM HUMOR, A AUTORA CONSEGUE TRANSPORTAR O LEITOR PARA O FASCINANTE MUNDO DA MAGIA.

EM UM DOS CONTOS DE BEEDLE, A AUTORA FAZ IMPORTANTES MENÇÕES SOBRE AS RELIQUIAS DA MORTE  QUE NÃO FORAM CITADAS NO SÉTIMO LIVRO DE MESMO NOME.quadri

COM ESTA TRES INTERESSANTÍSSIMAS OBRAS, J.K. ROWLING VEM MAIS UMA VEZ PROVAR ESTAR NO MESMO PATAMAR DE TOLKIEN. NÃO DE CRIATIVIDADE, É CLARO, PORQUE NESTE QUESITO TOLKIEN É INSUPERÁVEL, MAS DE ACEITAÇÃO DO PÚBLICO, COMO DISSE ANTERIORMENTE SOBRE STEPHENIE MEYER.anima

PRA QUEM FICOU CURIOSO MAS NÃO TÁ AFIM DE DESEMBOLSAR PRA TER ESTES TRES ANEXOS, FICA A DICA DE BAIXÁ-LOS DIRETAMENTE DA NET.

 

OS CONTOS DE BEEDLE, O BARDO http://e-book-gratuito.blogspot.com/2009/05/download-os-contos-de-beedle-o-bardo.html

 

QUADRIBOL ATRAVÉS DOS SÉCULOS http://www.4shared.com/file/20504433/795d2949/Quadribol_Atravs_dos_Sculos.html

 

ANIMAIS FANTÁSTICOS E ONDE HABITAM www.4shared.com/…/Animais_Fantsticos_e_onde_habitam.html

Anúncios

Aiaiai….

Por LightSaber Vinícius

Olá pessoal estou aqui com um mini trailer de The King Of Fighters o filme… se você for fã não assista… Não assita mesmo é sério…

Bom como podemos ver algum cara escreveu um roteiro que não tem nada a ver com  nada. Tem uns personagens que não seguem  nem de longe a ideia original e parecem estar ali amontoados para cenas de lutas insanas…..

Vamos começar a xiar:

1ºDesde quando Rugal luta com espadas e usa fogo?

2ºKyo é americano?

3º terry é velho e um cara que nem ele NUNCA apanharia de uma turma

4º As secretárias de Rugal usam roupas toscas e não devem ter nada a ver com nada.

5º Qual o problema do roteiro original do game?

6ºOs efeitos do DragonBall Evolution mataram de raiva

Enfim como podem ver eu não curti nada nem mesmo as lutas que parecem ser legais me agradaram. Espero que esteja 30% errado. só isso pra não ser uma catastrofe…

P.S. O Terry velhaço parece o Guile….

P.S. aposto que os golpes serão estranhos…

P.S. Qual é das espadas????????

Até a ultima gota: parte 5 the end!

Por LightSaber “Vinícius”

Olá pessoal como podem ver não estou mais sozinho no mundo e  até adiantaram meu post da série sobre a série Crepúsculo. E como nosso amigo Fred disse realmente é o melhor dos quatro.

Em Eclipse fiquei muito irado com a autora que além de não me dar uma briga sangrenta no final do livro parecia ter descaracterizado alguns personagens.  O didatismo de educação sexual conservador me deixou irado mas depois levei em consideração autora e os personagens e passou batido. Mas realmente me surpreendi com Amanhecer.

Ao contrário do ritmo morno de Lua Nova e da falta total de ritmo de Eclipse Amanhecer consegue melhor que qualquer outro manter o suspenso em boa parte do livro. A cada capítulo vai sendo galgado o clima deixando dois problemas sérios para os personagens resolverem de forma bem feita e com momentos interessantes.

A mudança da narrativa para a visão de Jackob foi um golpe de mestre e com certeza é o melhor trecho de todos os livros pois nos livramos da loucura de Bella e chatice do Edward e vemos um personagem mais humano. A trama ficou bem interessante usando intriga de predestinação (mostrando o final de forma enigmática antes do desfecho). Os outros vampiros que aparecem, que não são poucos dão um tempero incrivel na historia e mostra um mundo muito maior criado pela autora.  Os Volturi mais uma vez roubam a cena de forma bem interessante embora algumas decisões deles façam pouco sentido, mas nada que atrapalhe a trama.

Sei que o cartaz é do Lua Nova... Mas os volturi são ainda mais importantes em Amanhecer

Definitivamente o melhor dos quatro. Não digo que  chega a ser um Tolkien pois o cara escreveu um universo inteiro em três livros maas digo que é quase uma Howling, se não uma nova Howling.

Recomendável, mas você vai ter que passar pelos outros primeiro.

P.S. a falta de personalidade de Edward me dá nos nervos embora ele esteja bem melhor no quarto livro ele parece um robô programado por Bella.

P.S. queria ter visto todos da Guarda Volturi brigando…..

P.S. Será o que vão mudar no filme deste livro…?

Nem só de pão vive o homem…

Esse é bom 

 No começo (Crepúsculo), tava tudo meio muito romântico, pré-adolescente demais, e vou confessar que não botei muita fé não. Bella tava mais frágil que uma taça de cristal no meio de briga de torcida rival. Eduard tava parecendo alguém que ganhou um vinho de presente e tava guardando pra festa de fim ano. Jacob era do tipo que só estava lá pra fazer número, encher espaço nas páginas…

Ah fio! Ma s a coisa mudou “de-com-força”!!! Depois de tantos altos e baixos de Lua Nova  e Eclipse, aquela coisa toda de mordo-ou-não-mordo,cachorro ou morcego, universidade ou imortalidade…o bicho pegou geral! Eduard resolveu abrir o vinho (com saca-rolha e tudo) e sem dúvida, Amanhcer veio consagrar Meyer e deixá-la no mesmo patamar de Tolkien (Senhor dos Anéis) e Rouling (Harry Potter).

O ápice da parte final da narrativa se dá no encontro dos Cullen, já tendo Bella com seus upgrapes, com o clã dos Volturi(e êzé us cara fio). Definitivamente a melhor passagem de toda a série. E isso sem sequer mencionar o aparecimento de personagens como Benjamin e Zafrina que já fizeram valer pagar o ingresso.

Sem dúvida vale a pena ler esta série que já é disparado um sucesso mundial.

E pra quem tiver meio sem grana pra bancar o livro, fica a dica de poder baixá-lo pelo site http://e-book-gratuito.blogspot.com/2009/06/download-livro-amanhecer-breaking-dawn.html

A próxima crítica será sobre o livro A Cabana | William P. Young.

A Cabana