Arquivos do Blog

Super Sagas e Reboots parte 1

Olá Pessoal!

Cá estou eu novamente para falar de quadrinhos! Não sou especialista no assunto, temos nossos dois especialistas aqui no Blog para falar de HQs, mas estou falando aqui como humilde fã do gênero, uma voz que as empresas do ramo deveriam estar ouvindo mais ultimamente. Atualmente o mercado (americano mas que rege o restante) anda passando por uma “crise” segundo os empresários. Ao que parece as novas mídias andam roubando o público do pessoal do cuecão por cima da calça. Com isso as empresas, afinal são empresas e precisam de lucros, estão apostando suas fichas em super sagas que envolvem todo o universo (Marvel) e em Reboots que resetam todo o universo (DC). Mas sérá esse o caminho certo para salvar a nona arte?

Eu como fã do gênero desde moleque conheci tempos de altos e baixos dos quadrinhos. Mas os grandes momentos eram bem diferentes do que estamos vendo hoje. Vamos começar falando da Marvel e suas Super Sagas.  Desde Guerra Civil, a casa das idéias percebeu que era lucrativo juntar todos os heróis disponíveis e coloco-los para saírem na porrada em grandes e coloridas sagas que envolvem todo mundo. desde então TODOS os anos estão saindo super sagas atrás de super sagas envolvendo todo o universo e provocando “consequências que vão mudar para sempre o universo Marvel”. Porém isso esta empobrecendo o universo. Guerra Civil tinha uma história bacana, combates eletrizantes, questionamentos éticos filosóficos e ainda desenhos de altíssima qualidade. Realmente provocou mudanças no universo com a revelação da identidade do Homem Aranha, e a morte do Capitão América. Porém essas profundas consequências não duraram, nada! O Capitão foi substituido, o aranha “voltou no tempo” e nunca revelou sua identidade. Ué pera ai!? eu paguei pelas mudanças como assim!? Sem contar que o Capitão original ressucitou no ano seguinte. Nada tão drástico já que ninguém morre de verdade nos quadrinhos.

Essa sim foi uma boa super saga

Momento emblemático da saga, que se revelou completamente inútil depois....

Em seguida a Marvel trouxe a O Mundo Contra Hulk, uma saga não tão ruim mas sem comparação com a original, depois veio Invasão Secreta, Com roteiro confuso, desenhos péssimos e desfecho horrendo, criado apenas para não perder o verão americano. Em Seguida tivemos a Looooonga Reinado Sombrio com os vilões dominando o universo, em seguida veio o Cerco, que fechou esta saga. Agora tivemos Fear it Self (Sem nome em português ainda) e já estão preparando para o ano que vem mais uma saga com “consequências que mudaram para sempre o universo Marvel”. Isso anda empobrecendo os heróis da editora e as próprias super sagas. A graça das super sagas é chegarem fazerem o reboliço e depois os heróis passarem  um bom tempo convivendo com isso. Era assim que era antigamente. Uma super saga era algo raro, um mega evento com revistas de material melhor e desenhistas especialmente convidados. Agora viraram fast food de verão americano. Não da tempo de você digerir as consequências pois logo ta todo mundo ocupado de novo enfrentando uma nova ameaça.

Invasão Secreta...

... Reinado Sombrio...

... e ufa! Fear It Self. Pera ai tem mais!?

O que Guerra Civil provocou foi fantástico mas totalmente apagado pela péssima Invasão Secreta com explicações escrotas que não eram necessárias. Os grandes eventos perdem o valor pois você sabe que daqui a pouco terá outro e depois outro e depois outro. AS tais grandes consequências não são bem resolvidas, não dá tempo de você saber como a vida dos heróis fica depois de um evento de tal magnitude. O pior é o momento entre as super sagas. Quando deveriam haver histórias individuais melhores, na verdade só vemos uma preparação para a próxima super saga. Não tem um aprofundamento nos personagens, não conhecemos mais o lobo solitários Wolverine, ou a complexidade do Homem-Aranha, tempos apenas personagens que ajudam a juntar mais leitores e a aumentar o número de heróis por quadrinho. Todo mundo fica ali misturado e há personagens que muitos não conhecem os poderes direito.

Secret Invasion: Essa realmente deve ter sido criada pelos Skulls!

A Marvel anda optando por massificar as coisas quando o que realmente atraiu o publico nos quadrinhos dela era aproximação do indivíduo. AS pessoas gostavam de ver o aranha convivendo com problemas humanos, e ainda tendo o peso de ser um super-herói. O charme sempre foi aproximar os leitores da realidade fantástica de seus heróis, pois eles eram cegos, cientistas, fotógrafos, e com isso eles poderiam se ver naquelas histórias  seu mundo representado  de forma mais interessante. Mas isso parece que não tem mais espaço. A Marvel assumiu o estilo BlockBuster em suas histórias nos quadrinhos e ainda não percebeu que as maiores obras do gênero sempre foram as autoriais, curtas e que aprofundavam em um personagem.

Até quando isso vai durar?

A seguir a segunda parte do post falando do Reboot da DC!

P.S. Eu não vi nem metade da qualidade de Guerra Civil em nenhuma super saga seguinte

P.S. Sinto falta de sagas individuais boas, e que realmente valiam a pena ler

P.S. Quem começou a ler histórias em quadrinhos recentemente não faz a menor idéia da origem dos heróis, esta maluco com tantos uniformes coloridos ao mesmo tempo.

Eita! 04 de Maio de 2011, data histórica!

Saudações! No dia 04 de Maio de 2011 este projeto que começou besta e sem pretenções alcançou a marca de 100.000 visitas. É verdade que demoramos 3 anos e 3 meses para isso, o que muitos podem parecer pouca coisa. Mas, para nós não é! E aproveitamos o marco para presentear você!

Selo comemorativo das 100.000 visitas!

Aí você se pergunta: “UEBA! O que vou ganhar?” Você acaba de ganhar totalmente “de grátis” uma cara nova para o seu blog favorito! E não é só isso! Você vai voltar a ter atualizações diárias, no máximo semanais (assim espero!). Quase tudo dessa popesfera que virou nosso planetinha. A mesma pegada com muito cinema, lívros, HQ e é claro muito video game!

Isso porque a meta agora é atingir 100.000 visitas em 1 ano! Contamos com vocês!

Não perca!

P.S. Mesmo sabendo que ninguém vai ler isso, que não temos leitores fixo e que ninguém vai procurar nada disso no google resolvemos escrever esse post.

Anjos,mascarados e mutantes

Por LightSaber ” Vinícius

Olá pessoal!!!!

Cá estou eu novamente depois de um longo período sem postar, já que descobri o Twitter, voltei pois 140 caracteres é pouco pra mim …

Bem, eu assisti a vários filmes interessantes nestes dois finais de semana e ao invés de fazer um post para cada um vou falar deles todos junto.  Here We Go!!!

Pois é neste final de semana eu assistia duas adaptações par ao Cinema: Anjos e Demônios e Watchmen.  Ontem na Rede Globo também foi exibida uma adaptação de quadrinhos: X-men Donfronto Final. As três  completamente diferentes uma da outra…

Vamos começar da minha preferida Watchmen. Simplesmente impressionante. O filme é incrivelmente fiel á HQ, desde as falas ao clima, os cenários, a violência, o sexo, tudo. O filme ignora as histórias paralelas, e algumas coisas que ajudam a compor o cenário, mas o foco princpal da historia é reproduzido de forma quase lliteral. Apenas o final, como todos sabem foi diferente mas ao contrário de mudar o sentido, muito pelo contrário da uma idéia mais plausível a história tão boa. O final não atrapalha em nada o filme, e mantem a filosofia do final original mudando apenas o foco.  Eu posso dizer que foi a melhor adaptação de quadrinhos que já vi! Desde as atuações aos efeitos tudo esta ali seguindo os quadrinhos como se fossem History Boards. Impecável.

alguns personagens mudaram um pouco.. pra melhor...

fuga da prisão

hitory boards? não isso é cena da HQ

O outro filme que eu vi foi Anjos e Demônios adaptação do livro homônimo de Dan Brown. O filme, que é uma espécie de sequência do filme de Código Da Vinci, embora isso seja explicitado apenas uma vez no filme. Narra o eixo principal do livro de forma bastante fiel. Porém seu início foi alterado para dar mais dinâmica, alguns personagens foram eliminados, sem contar que o assassino do filme é completamente diferente do livro. Porém assim como nos livros, o filme é melhor que o Código Da Vinci por ser mais dinâmico, ter a historia mais ágil e simples, sem quebra cabeças e por isso se ajeita bem nas duas horas de filme. O final tem uma diferença tão pequena que não atrapalha o todo.

primeiro cartaz

ele poderia ser melhor usado...

Já o terceiro X-men o Confronto Final. O filme é diferente das HQs de uma forma assustadora. Parece que o roteirista e diretor conversaram rapidamente com um fã na lanchonete que disse algo por alto dos heróis das HQs e eles foram la e jogaram tudo num unico filme. É tudo descaracterizado em prol dos salários altos de Halle Balle e Hugh Jakman que se tornam lideres do super grupo de forma improvável e sem sentido. Ciclope mal aparece e serve apenas para morrer e deixar o caminho livre para Wolverine (argh!) Fenix parece um fantasma de horror oriental e pau mandado de Magneto. Fanático sequer é irmão de Xavier e usa o capacete pois acha legal… (????) Wolverine deixa de ser o nervoso enfurecido para virar um líder nato, so faltou ele chamar os Mega Zords… Anjo não tem serventia no filme, Fera é um político  (!!!!!) e por ai vai. O filme parece uma foleada nas revistas por alto…  Nada se salva, tudo se confunde e os personagens parecem estar ali apenas para encher a tela com o máximo de mutantes possíveis. Ridículo. A batalha final não tem a menor graça e cenas sem sentido. Enfim algo assustador que me deixou arrasado.

do lado das adaptações decentes...

Uma ironia nisso tudo é ver que Watchmen que segue a risca as HQs teve um sucesso mediano comparado aos outros dois que tiveram pouco ou nada a ver com os originais. Mas como vi a reação das pessoas sobre o final do filme acredito que Watchmen vai se tornar um filme cult para os fãs de cinema de super-heróis como foi Blade Runner par aos fãs de ficção científica.

P.S. Rorschach é um dos personagens que virou ícone na minha casa depois do filme.

P.S. Ewan Mcgregor parece insosso em Anjos e Demônios…

P.S. Sim, sempre que eu tiver oportunidade vou alfinetar aquele filme dos mutantes pois eu o odeio!!!!

P.S. Achei o final de Watchemn melhor poisacha o final da revista umpouco estranho…

P.S. A Vitoria é mais gata que a Sophie do codigo Davinci…

Guerra Civil (parte 3): Declínio do Personagem ou Desvairio do Editor?

Olá Nobres Amigos! Seguindo a proposta de falar sobre os personagens principais da Guerra Civil venho trazer o meu favorito: O Homem Aranha!

Pois bem, como todos sabem na Guerra Civil um bando de heróis explodem uma escola e isto da força pra criação de um registro de heróis. Agora falemos da participação do teioso na trama. Movido pelo desejo de proteger Mary Jane e Tia May o cabeça de teia resolve se tornar um Vingador (mas isso acontece bem antes da Civil War), esta fato é importante lembrar porque no meu ponto de vista soa como má fé do Homem de Ferro. Nosso querido herói deixa de ser aquele cara ferrado, duro e cheio de problemas normais na cabeça para se tornar um cara estável e até mesmo vazio.

Pouco antes da Guerra o Tony Stark começa a fazer sua aproximação nefasta em Peter. Até uma nova roupa super estranha foi criada pelo enlatado. Uma armadura vermelha e dourada (as cores serem a mesma do Homem de Ferro não é coincidência) o Homem Aranha usou durante os combates da Guerra.

E o que ninguém esperava aconteceu. Para demonstrar que realmente apoiava o Tony, o Peter Parker se desmascara em rede nacional. Esse ato provocou um abalo na sociedade de heróis nos leitores fiéis a série. Alguns são contra, outros a favor. Sinceramente acho que o suicídio criativo ainda está por vir (estou fazendo referência aos desdobramentos da vida do herói que ainda não chegou ao país).

A melhor parte e que marca a virada em favor do esquadrão anti-registro comandadas pelo Capitão América (pq até então eles estavam tomando uma surra), foi a mudança de lado do Balançador de Teias. Ele após muito refletir e mastigar um dilema familiar resolve lutar pela liberdade! A parte onde ele enfrenta o Tony é um clássico!

Lutando na clandestinidade o personagem ganha em emoção. A família Parker tem de se esconder em moteis fuleros. O perigo ronda enquanto ele quebra o pau com seu antigo patrão. Sabendo o que vêm por ai pode-se dizer que isto tudo era para acabar com a vida de casado dos Parker. O Editor Chefe da Casa das Idéias (leia Marvel) é embirrado com o fato de Peter ser casado. Considerando um erro editorial, Joe Quesada manipulou o rumo da vida do herói para tirar Mary Jane Watson de sua vida. Não entendo tal decisão, já que Peter é um CDF, magrelo, desengonçado e rejeitado socialmente que casa com uma Super Modelo mega gostosa. Detalhe a se pensar é que o público leitor em sua maioria se encaixa nesta descrição! É uma forma de realização indireta destes quatro-olhos leitores de quadrinhos!

ps: Spoiler pouco é bobagem neste post! RSRS

Guerra Civil (parte 2): A morte da lenda

Olá Nobres Amigos! A muito venho tentando escrever sobre os personagens principais da Guerra Civil como havia prometido. Para começar a galeria escolhi o Capitão América. Por que ele? Porque ele morre no final! Você deve estar me chamando de pdp por revelar esse spoiler, mas convenhamos num é novidade pra ninguém.

Um parentese rápido antes da Civil War. Nos EUA isso já aconteceu faz alguns meses. Lá foi até notícia nos jornais. Anunciada como crítica aos políticos de lá, já aqui no Brasil isso aconteceu mês passado meio sem alarde.

Vamo a Guerra. É preciso dizer que em toda a série o Capitão está em sua melhor forma. Logo no abrir da série ele foge espetacularmente do Aeroporta-aviões (sic) da Shield. Mas ao ler suas revistas que fizeram parte do mega evento é possível perceber um Steve Rogers cansado e questionando o sentido de tudo. Ele começa a duvidar se o povo americano que ele tanto ama o quer como símbolo da liberdade. Mas uma coisa é perceptível vários personagens prestam reverência ao combatente. Homem-Aranha, o Justiceiro (sendo que esse toma uma surra do Capitão e nem esboça reação), os políticos americanos e uma penca de pequenos heróis. Confesso que não percebi tal movimento ao ler do decorrer da série. Percebi após ler sobre a morte e fazer um balanço de tudo.

Um monte de momentos de angústia e quebra pau depois… (vou falar do final da Guerra Civil então para ler selecione o texto abaixo que ele aparece

Selecione para ler por que o que vem é spoiler dos brabos… Após várias mega batalhas o grupo liderado pelo Capitão vence. O Homem de Ferro está estirado no chão prestes a ter a cabeça arrancada do pescoço pelo escudo do bandeiroso. Mas algo acontece… a população se volta contra o Capitão e o impedem de matar seu oponente antes amigo. Ao perceber a reação do povo contra si resolve se entregar. Assim a Guerra foi vencida por quem perdeu. Quem venceu não ganhou. Nisto o Capitão é levado a julgamento, mas, na porta é atingido por três tiros morrendo no hospital.

O importante a ressaltar é que assim como a DC matou o Superman e foi um sucesso a Marvel conseguiu também sucesso com a morte de uma de suas maiores estrelas. É válido lembrar que o combatente estava perdendo o fôlego. A história dava sinais de cansaço já que Steve Rogers estaria completando este ano 91 anos! As motivações na Casa das Idéias só eles mesmo é quem sabem. Mas o que sabemos é que a escolha do Soldado Invernal (ele mesmo o Bucky Barnes, seu parceiro mirim que retornou dos mortos) como substituto vai agradar muita gente. Já que o personagem tem uma pegada mais agressiva que o bandeiroso.

É preciso esperar pra saber se Steve Rogers morreu mesmo ou é só uma maneira de vender revistas. O que se sabe é que o Capitão América continuará vivo seja na pele de quem seja.

Guerra Civil Marvel: O quê e o porque (Parte 1)

Como citado no post anterior vamos falar do Mega Evento da Marvel “CIVIL WAR” ou simplesmente no Brasil “GUERRA CIVIL”. Nos EUA a série fez um estrondoso sucesso. No Brasil não foi diferente. Foram sete revistinhas especiais contando os eventos principais do confronto. Mas na realidade o arco inteiro é composto por 103 histórias esparramadas em todas as revistas da editora. Particularmente eu esperava uma chacina de heróis, coisa para esvaziar a Marvel. Inocência a minha. Sem querer contar mas já contando (olha o spoiler ai! se não quiser saber pule para o próximo parágrafo) morrem apenas figurantes e alguns vilões pequenos. Mas uma grande estrela morre no desfechar da série.

Vamos a história em si… Era uma vez… rsrs… Uma ação dos Novos Guerreiros dá absurdamente errada morrendo um monte de gente em uma explosão de uma escola. Aí não resta outra coisa a fazer do que o registro dos heróis pela Shield. Isto inclui treinamento e pagamento de salários pelo governo estadunidense. Aí começa o papo do bem e do mal, liberdade e honra, essas coisas. O importante a saber é que de um lado fica Tony Stark, o Homem de Ferro e do outro Steve Rogers, o Capitão América. O enlatado apoia o governo no registro, já o velho combatente defende a liberdade dos heróis. Formam-se grupos e o pau quebra. Após alguns imensos combates a coisa se resolve. Para agradar a todo mundo o lado que ganha não vence (complicado isso… mas leia a série e entenda).

 Por DarKaiser “Magal”

Ps.: Como o evento é muito importante para o futuro dos heróis (e sua audiência para nós é tão ou mais importante) vamos dividir o assunto por personagens. Aguardem que vamos trazendo um a um os cabeças da Guerra e o que acontecerá no futuro!