Arquivos do Blog

Let’s Kick Their Asses! Series – Melty Blood: Act Cadenza

Hi people!

Como prometido, hoje eu trago pra vocês um jogo de luta muito legal e divertido. Trata-se de Melty Blood: Act Cadenza. Este é um jogo inspirado na graphic novel Shingentsutan Tsukihime, onde o criador provavelmente queria mostrar o “poderio bélico” dos personagens e ainda matar a vontade do jogadores de poder “usar” os poderes personagens da série em uma disputa com muita ação e pancadaria(já que esta não é bem a ênfase da graphic novel).

Capa da versão PS2 de Melty Blood Act Cadenza

Esta série de jogos(já que este seria o terceiro jogo, pois antes teve o Melty Blood, depois Melty Blood Re-Act, agora o Melty Blood Act Cadenza e este ano a produtora disse que vai lançar o Melty Blood Actress Again) não é uma sequência normal da história de Tsukihime, pois como eu comentei antes, o autor fala que Tsukihime é uma história com acaba sem dar espaço pra uma continuação.

Esta série é considerada como o que vemos muito nos quadrinhos da Marvel e DC(ou seja…é como se fosse um universo paralelo pra se ter a desculpa de mostrar a história de uma forma diferente), mas apesar disso, é bem legal pois dá a chance de você conhecer melhor mais personagens do elenco que compõe a história e você sempre se surpreende com os “novatos”. xD

Menu principal do jogo

Comparado ao último jogo, temos novos personagens: Aozaki Aoko, Kouma Kishima, NECOARC, NECOARC Chaos, Mech-Hisui e White Len(na versão de PS2, existe ainda a personagem NecoChaosBlack666, como também um modo no qual era possível enfrentá-la, mas na versão de PC esse modo não existe e pelo que percebi e se é possível enfrentá-la ou usá-la, eu ainda não descobri como xP).

NecoChaosBlack666

O jogo conta com um total de 23 personagens(não contei errado não…é porque a Neco Arc Chaos não é visível pra seleção…é secreta xP).
Tela de seleção de personagens

Os modos de jogo disponíveis são: Story mode, Versus mode, Tag Battle Mode, Team Battle Mode, Survival e Practice Mode(lembrando que pelo que sei, os modos de tag battle e team battle parecem ser exclusivos do PC, mas não posso confirmar).

O team battle mode é uma atração a parte pois você escolhe um time e outro para jogar contra(se for a CPU jogando, senão pode ser outro jogador que escolhe o outrot time) e todos jogam na tela ao mesmo tempo…é uma bagunça generalizada mas muito divertida(existe também um software, pra versão PC, que permite jogar online contra uma outra pessoa…inclusive ele acompanha o jogo, mas não posso descrever pois não cheguei a testá-lo ainda).

Cenas do jogo

O jogo tem ótima jogabilidade, sendo que os comandos são fáceis de fazer e tem uma resposta precisa. Os gráficos são muito bem feitos e os efeitos visuais(dos golpes, etc) também são muito trabalhados.

Os personagens possuem golpes normais, golpes ex(que é uma versão mais poderosa de um golpe normal e que consome uma barra de especial pra realizar) e 3 supers(chamados de last arc)…um pode ser usado que se está em heat(barra de super totalmente cheia ou apertando dois botões ao mesmo tempo, mas vai consumindo a barra de super…durante esse período pode se usar golpes ex sem limites também), o segundo quando se está em blood heat(uma versão mais poderosa do heat que pode ser usada quanto se está com a barra de “vida” mais baixa) e o último que também é usado em blood heat, mas trata-se de um counter attack(se fizer o movimento no exato momento em que o oponente está atacando, você corta o ataque dele e contra-ataca com um poderoso golpe).

Cena do jogo 2Tag team battle!

Bem…eu concluo aqui que este jogo é uma excelente pedida pra você ter em casa, seja pra jogar sozinho e acabar o com stress diário ou mesmo para se divertir em animadas(e acirradas) disputas contra seus amigos. Garanto que você vai se divertir bastante(em uma dessa disputas do tag team aqui em casa, eu e outros membros do blog rimos um bocado ao fazer um impressionante combo de 79 hits, sem nem ao menos ver o que estavamos fazendo, pelo fato da tela estar uma bagunça xD).

Em breve, mais notícias…mesmo que não sejam novas como essa…mas a intenção é mostrar opções de jogos interessantes pra vocês certo! ^^
See ya! 😀

P.S.: Eu estou realmente interessado em postar sobre as séries que eu gosto muito (Dynasty Warriors e Samurai Warriors), mas não estou encontrando ânimo pra digitar muito como eu sei que terei que digitar pra falar deles. xP

P.S.2: Não…são 2 posts seguidos que eu fiz, mas ainda não é cotado como milagre…saiba que mesmo postando pouco, me encontro como o 2º membro mais ativo do blog. xD

Anime Series – Shingetsutan Tsukihime

Hi people! ^^

Na nossa querida série focada em animes, teremos hoje o anime: Shingetsutan Tsukihime.
Esse anime (com 12 episódios) é baseado em uma famosa graphic novel(gênero de jogo de vídeo-game famoso no Japão) lançada no japão e que originou esse anime, um mangá e também outras continuações ou expansões do jogo por assim dizer, inclusive um jogo de luta chamado Melty Blood(sobre o qual pretendo falar em breve também xP).

Shingetsutan Tsukihime

O anime traz a história de Tohno Shiki, um jovem estudante de 17 anos, que durante a sua infância, sofre um acidente e desperta uma estranha habilidade: ver as “linhas da morte“, que quando cortadas, destroem o objeto ou matam a pessoa, onde a linha estava.
Ficando com medo e um tanto quanto traumatizado pela sua nova habilidade em si(que apesar de não ser dito claramente, é algo que causa dor e desconforto) e também pelo fato de ninguém acreditar nele, acaba fugindo do hospital e no caminho encontra com Aozaki Aoko, que depois de conversar um pouco com ele, lhe dá um par de óculos especiais que bloqueam a sua habilidade especial.Depois do acidente, e de ter ficado com a saúde debilitada, o chefe da família (Tohno Makihisa) resolve mandá-lo para a casa de parentes (que seria a família Arima), aonde ele passa 8 anos de sua vida.
Após a morte de Makihisa, Shiki é chamado por sua irmã(Tohno Akiha, que acaba se tornando a responsável pelos negócios da família) , para voltar a viver na mansão dos Tonho.

Tonho Akiha

Um dia, enquanto voltava para casa, Shiki para um playground(parquinho xP) que ficava no caminho, se senta e fica pensando um pouco na vida. Enquanto se levantava para ir embora, ao vislumbrar uma menina loira que passava por ali, seu coração começa a bater mais forte e ele simplesmente apaga, acordando em seguida na mansão dos Tohno.
Kohaku(uma das empregadas responsáveis pela casa, juntamente com sua irmã gêmea Hisui) lhe diz que ele não havia chegado em casa na hora, e ela havia saído a mando de Akiha para procurá-lo e acabou encontrando-o caído no playground(devido a frágil saúde de Shiki, era comum ele desmaiar assim).

Indo pra escola no dia seguinte, ele passa pelo playground e fica imaginando se as memórias confusas que ele tem teriam sido realmente um sonho. Nesse momento ele encontra a mesma jovem do outro dia(que seria Arcueid Brunestud). Ela diz que Shiki a matou no dia anterior dividindo seu corpo instantaneamente em 17 pedaços. Depois de ouvir essa notícia, Shiki entra em choque e sai correndo rumo a sua escola.

Ciel, Arcueid, Akiha, Kohaku e Hisui

E a partir daí a história começa a embalar por assim dizer, mostrando o passado de Shiki e os segredos ao redor da família Tohno e também contando um pouco sobre Arcueid Brunestud.

E vamos a análise: É um anime legal, mesmo sendo decepcionante se esperar por muitas cenas de ação e ter mais drama e ladainha do que isso…mas tudo bem…passa. Os traços dos desenhos são bonitos como se espera para séries curtas(normalmente, em torno de 10 a 15 episódios), mas podia ter sido melhor trabalhado…já que eu já vi séries curtas graficamente melhores…e esse era um anime que merecia ter um tratamento melhor como mostrar mais da história da série.

Já que me interessei pela série, fiz pesquisas e descobri que tem muitas diferenças entre a história original e o anime(várias são bizarras, diga-se de passagem). Temos personagens que são legais e nem mesmo foram retratados na história(ou não tiveram uma descrição decente)…ou mesmo eventos ou informações importantes que para o telespectador que seriam vitais…que em alguns casos tiveram alterações estranhas que não fazem sentido(como as partes onde são feitas alusões ao encontro de Shiki e Aoko). Fora que a história é mostrada só até certo ponto(a melhor parte que é mostrada depois da história do Roa nem é comentada)…e depois eles pulam para o final(isso mesmo…pulam um grande pedaço O.o).

Cena do mangá (versão em inglês)

Pra quem se interessou pela história, que é realmente legal, eu aconselho dar uma pesquisada. Talvez até tentar encontrar a graphic novel pra jogar no PC(apesar de ser em japa, já existe tradução disponível na internet). Eu sinceramente até tentei jogar, mas vi que não tenho vocação pra “jogar” graphic novels. xD

São muitas a coisas que poderiam ser citadas(no sentido de indignação quanto ao que poderia ter sido o anime hehehe), mas eu ficaria um tempão escrevendo e eu não tenho muito tempo livre ultimamente. Então deixo um site com informações muito boas: The Moonlit World(texto em inglês), contém na íntegra a comparação do anime com a graphic novel, biografia dos personagens, entre outras coisas. Logicamente que pra ficar bem informado mesmo, só jogando o jogo.

Aoko e Shiki

Pra quem quiser baixar os episódios do anime é só clicar aqui.

Well…por enquanto é isso. Em breve retorno com mais informações legais pra vocês. Da próxima, tentarei retornar com a sessão sobre jogos. Estou com vários em mente…problema e arrumar o tempo disponível pra sentar no PC e formular o post…mas um dia sai com certeza! xD

See ya! ;D

P.S.: Apesar de ser dia 1º de Abril, a notícia acima tem veracidade garantida.
P.S.2:Não…eu não vou fazer nenhuma piada, alusão, lembrança,  ou qualquer coisa  referente a contar uma mentira ou ao dia 1º de Abril(fora o PS acima).